Featured post

Scandinavian Design

First of all, long life to the kingdoms of Denmark, Norway, and Sweden! My passion for Scandinavian design goes beyond design, it i...

2.9.14

Diário de Viagem: Saint-Malo

Quando meus amigos belgas do grupo de escalada mencionaram Saint-Malo, cidade no estado da Bretanha, eu não pensei que seria uma cidade extraordinária, mas me surpreendi. Saint-Malo foi a primeira cidade em que estive na qual vi os muros do centro antigo restaurados integralmente (originais do século XII), nós inclusive podemos caminhar na passarela dos muros, o que nos proporciona uma vista mais alta, angulo interessante para admirar os prédios antigos e o litoral. Descubra aqui no Papel com Clips um pouquinho mais das curiosidades e peculiaridades que me fizeram virar grande fã de Malo. 


Jacques Cartier, reconhecido como o primeiro navegador europeu a explorar o Canadá, saiu do porto de Saint-Malo. Vocês se lembram da invasão francesa no Rio de Janeiro que aprendemos nas aulas de história? Pois é, o francês responsável pelo feito foi René Duguat-Troui, em 1711, que saiu aqui do posto de Malo. Esses são só alguns exemplos de viagens marítimas importantes, existem muitas outras empreitadas impulsionadas pelas águas dessa incrível cidade, vocês podem pesquisá-las no site oficial da cidade, aqui





As cores dos vitrais da Catedral de Saint-Malo me impressionaram, a foto não consegue apresentar a beleza do local, mas saibam que é uma cor violeta extremamente vivida. Nela encontramos o túmulo do já cidade navegador Cartier, que para quem não sabe era amigo de Diogo Álvares correia, o nosso conhecido Caramuru, casado com a índia tupinambá Paraguaçu, que foi batizada nessa igreja, em 1521! Essa catedral transborda história por todas as paredes, uma pena que passe despercebida por muitos turistas. 


É interessante observar que a cultura de Malo difere significativamente do resto da França, o motivo é que ela se localiza no estado da Bretanha, onde até o idioma falado é diferente do francês. A cidade carrega fortes influências celtas, pois foi habitada a partir do século VI por monges irlandeses.



Espero que vocês tenham gosta de viajar um pouquinho comigo através desse post!
Me incentivem a viajar e escrever mais posts para vocês, divulguem nosso conteúdo e curtam nossa página no Facebook, isso é muito importante mesmo pessoal, faz toda diferença. =)
Muito obrigada pela companhia!