Pages

Search This Blog

27.5.15

Fotografia: O Lado B de Campinas

Essas fotos fazem parte de um projeto educacional da minha mãe Valéria na comunidade do Parque Oziel em Campinas - São Paulo, a maior ocupação da América Latina. O Oziel uma região não muito conhecida pelos mais tradicionais Campineiros, que ignoram o lado B da própria cidade, habitado em sua maioria por migrantes vindos de estados do nordeste brasileiro em busca de melhores condições de vida. O projeto integra também um curta metragem com entrevistas produzido pelo meu irmão Maurício, que busca mostrar as faces e histórias de adultos que enxergam na alfabetização uma chave para o desenvolvimento pessoal e profissional.

Essas fotos foram tiradas por mim há mais de um ano, como estava hoje revirando meus arquivos antigos pensei que vocês poderiam se interessar e resolvi compartilhar. Clique aqui para quem quiser buscar mais informações sobre FUMEC, a Fundação Municipal para a Educação Comunitária




11.5.15

As 5 coisas que eu mais Odeio na Bélgica

Eu gosto muito do país do chocolate e já mostrei aqui as 5 coisas que mais amo na Bélgica, mas esse post é para mostrar o outro lado da moeda para os curiosos de plantão e que adoram aprender mais sobre culturas diferentes. Vale lembrar que todo ponto de vista é a vista de um ponto, construído de acordo com a minha vivência, ou seja, nada aqui é uma verdade absoluta ;)

1) Água com Gás e Garrafas de Plástico. Nunca vi nenhum filtro de água em nenhuma casa belga, seja filtro conectado a água da pia ou com aquele tradicional de barro. Os belgas não são adeptos nem ao menos ao galão de água! O negócio deles é comprar várias garrafas de água com gás e consumi-las ao longo da semana, sem questionar o fato da qualidade de uma água do filtro ser exatamente - ou até melhor - a mesma daquela da garrafa. É senso comum que o ph de água gaseificada é mais ácido do que o normal, mas eles mal leem os rótulos das garrafas.

2) Bairrismo. Eu sei que a maior parte dos brasileiros também compartilham dessa mesma mentalidade bairrista, porém,  pelo fato da Bélgica ser um país pequeno no meio da Europa, isso me espanta bastante. Já escutei histórias de famílias antigas que nunca deixaram a cidade nem para viajar! Vai se mudar para a Bélgica? Então se prepare para conhecer pessoas que acham bom se casarem com alguém da mesma região e ficar na ''cidadezinha'' para todo o sempre. 



3) Xixi. Eu acho muito nojento os mictórios masculinos ao ar livre, são uma espécie de cubo de plástico dividido em algumas partes, os homens abaixam a calça e urinam nessa geringonça improvisada, de costas para as pessoas. É bizarro, ainda mais pelo fato de nem existir uma pia lá para eles lavarem as mãos. Eca! O que custa instalarem banheiros químicos fechados?


4) Venda de Cigarros. Em comparação ao Brasil a Bélgica fica muito atrás no combate ao tabagismo. Os belgas a partir dos 16 anos já podem legalmente comprar cigarros. Aqui o ato de fumar ainda é uma ferramenta de auto-afirmação do jovem, algo lamentável e irresponsável


5) Banheiros. Se aboliram o bidê, então cadê a duchinha? Sempre tenho que andar com um pacotinho de lenços umedecidos para manter uma higiene apropriada, pois duchinha aqui eu nunca encontrei. Fico me perguntando como é que as belgas se limpam, principalmente ''naqueles dias''. 


Subscribe to the newsletter

Follow Along

Blog Archive